6 Dicas de Iluminação Paisagista

outubro 9, 2019 0 Por Tayná Landgraf

Entenda como utilizar a iluminação como diferencial no seu jardim.

As técnicas de iluminação no paisagismo consistem em valorizar o ambiente sem necessariamente iluminá-lo por completo. A iluminação no paisagismo é a arte de trabalhar com a luz. O espaço torna-se tela e a luz tem o importante papel de valorizar cada elemento, o que merece ser evidenciado, o que precisa ser suavizado, o que deve ser explanado e enfim a sensação que se deseja transmitir no final dessa obra.

A iluminação possui o poder de transformar!

A iluminação no paisagismo é um recurso poderoso, se de dia o paisagista pode contar com a luz do Sol, á noite o espetáculo só irá acontecer se investir em técnicas adequadas de iluminação. Feliz o paisagista que além de conhecer técnicas de criação de projeto paisagístico, irrigação, botânica, entre outros, também domine as táticas de iluminação, pois ele terá nas mãos o poder da transformação.

É através do jogo de luz e sombras, da silhueta destacada de um arbusto que não é muito notado de dia, do realce da cor, da forma e da textura de determinada vegetação que a transformação no paisagismo acontece. São técnicas como essas que tornam a natureza e a iluminação os protagonistas do espetáculo.

Como se pode notar a iluminação no paisagismo é extremamente complexa, pois além de ter o papel de valorizar a natureza, tem a difícil tarefa de descobrir o ambiente para identificar tecnicamente o que requer ser destacado e o que é preferível ser amenizado.

Separamos 6 dicas de iluminação no paisagismo para você explorar no seu próximo projeto, para transformar e encantar clientes. Confira!

1) Uplighting: Iluminação de baixo para cima

Essa técnica consiste em distribuir as luzes no nível do solo e direcioná-las para o plano alto (copas), formando um degradé onde a maior intensidade de luz tem seu inicio no nível baixo. Esse tipo de iluminação também contribui para um efeito mais dramático.

Exemplo de iluminação Uplighting.

2) Downlight: Iluminação de cima para baixo

Esta iluminação proporciona um efeito mais natural. Pode-se usar postes e refletores instalados em um nível acima da vegetação ou através de luminárias instaladas na copa das árvores entre as folhagens.

Exemplo de iluminação Downlight.

3) Backlighting: Iluminação Silhueta

Essa técnica tem como foco valorizar a silhueta de vegetações mais altas, como as árvores, investindo em uma iluminação com refletores feita por trás da estrutura da planta, valorizando assim a silhueta.

Exemplo de iluminação Backlighting

4) Frontlighting: Iluminação frontal

Utilizada para valorizar vegetações mais densas, pois a luz é aplicada de forma que atinge a copa e parte do tronco, realçando a vegetação na sua cor, forma e textura.

Exemplo de iluminação Frontlighting

5) Sidelighting: Iluminação Lateral

Tem o propósito de delinear um sombreamento através do destacamento da vegetação através de recursos de iluminação instalados nas laterais.

Exemplo de iluminação Sidelighting

6) Backlight: Iluminação selva

As luminárias ficam entre as plantas o que proporciona um jardim com pontos iluminados e mais sombras, dando um ar mais dramático ao ambiente.

Exemplo de iluminação Backlight

A iluminação no paisagismo é composta por técnicas que se bem trabalhadas a cada elemento compõem um espaço harmonioso, agradável e de uma sofisticação espontânea.
Nós da Lumideas, podemos ajuda-lo a encontrar a melhor tipologia de iluminação para o seu jardim.